RECOMEÇO, OUSADIA E FELICIDADE!!

Ousadia
Ano Novo! Vida Nova!
Em verdade, bem sabemos, não é preciso que o calendário mude para que nossa vida seja renovada!

Inovar é, antes de tudo, uma questão de escolha! Ah, sim, não apenas de escolha, mas acima de tudo, de atitude!

Na vida planejamos coisas que vão se realizando… coisas outras realizam-se sem mesmo planejarmos, mas trazem consigo entusiasmo, ânimo, felicidade… aquele sentimento de realização! Aquela sensação surpreendente de que a vida realmente nos entrega tudo aquilo que a gente pede!

Porém, depois de algum tempo, pode ser que nossa conquista perca a utilidade, porque – bem possível – já cumpriu o seu propósito. Mas… ficamos tão acostumados com a realidade desenhada, preso na idéia de que vivemos o sonho, que se a falta de ânimo voltar a bater a nossa porta, chegamos a nos culpar por deixa-la entrar… e então, nos criticamos, e chegamos a pensar que esta nossa tristeza é absurda, porque a vida trouxe tudo que pedimos…

Mas… não será este o momento em que o recomeço quer dar página a nossa vida? Não será a vida querendo dar um sonoro “acorda”?
Penso que a falta de ânimo e o desencanto com a realidade quer fazer brotar em nós uma necessária energia a nos impulsionar para o novo… para um recomeço! As coisas não precisam estar horríveis para queremos um novo caminho! Podemos mudar, pelo simples desejo de querer fazer algo novo! Pela simples ânsia de querer se proporcionar mais momentos de Felicidade! E também de Evolução!

Sim, e se a palavra é Felicidade e Sucesso, todos querem o segredo para encontra-la! Penso eu que o Bem Viver seja equilibrar momentos de Felicidade e Sucesso, com momentos de Luta, ainda que regado de uma dose de dificuldade. E neste instante, se me fosse dado uma única palavra para instigar alguém no caminho da sua Felicidade, eu me atreveria a sugerir a Ousadia!

Ousar uma nova forma de ver a vida; um novo caminho dentro da rotina; ousar a se permitir ver as coisas ao redor sob um novo ponto de vista… ousar a enfrentar o medo, e tentar o que deseja, nem que seja somente uma vez; ousar ouvir o que a voz interior esta ai cutucando na sua mente… e que você insiste em não querer ouvir…
E não me atreveria a fazer tão ousada sugestão, se dela eu não tivesse colhido os bons frutos que ora experimento… Sim, eu ousei.

Ousei a seguir a intuição, a permanecer com os ouvidos firmes naquela estranha voz que falava… ousei a seguir o que ela mandava… e então, me surpreendi!

Ousei a me permitir um novo caminho, porque não colhera os frutos desejados, e com isso, minha raiz de entusiasmo foi secando gradativamente… Desisti? Jamais! Mas porque não abrir os olhos para a realidade ao redor? Ousei a desafiar o caminho traçado…. e então, encontrei uma realização ainda maior!

Recomeçar é bom; recomeçar por vezes é necessário; mas estou certa que na maioria das ocasiões recomeçar exige um grande dose de coragem, uma boa pitada de ousadia, temperada com muita atitude! Ai então, continuaremos colhendo novos e bons frutos, e preenchendo as páginas do nosso álbum de momentos de felicidade.

Josi Sonagli

Anúncios

Fim do mundo?

Recomeço
Em época de fim dos tempos podemos refletir sobre alguns aspectos. Apesar de não acreditar, muitas vezes acho que estamos próximos disso. Inúmeras coisas que estão erradas seguem acontecendo, e desde que não nos prejudiquem, não fizemos nenhum movimento para mudá-las. É melhor fingir que elas não existem, e simplesmente ignorar.

Explorar o planeta até o seu limite em prol do chamado desenvolvimento econômico é normal, as muitas reuniões que visam brecar essa exploração desenfreada não conseguem atingir seus objetivos. A economia vale mais que o bem do planeta? Realmente acho que às vezes pensamos assim.

A fome é a dura realidade de parte significativa da população e o que fazemos para mudar isso? Mudar hábitos, se engajar em causas sociais são realidade, ou um mero passatempo? Você faz sua parte?

Coisas simples, como o convívio diário com nossos familiares, amigos e colegas de trabalho somos realmente humanos? Nos importamos com nosso semelhante? Você dá um bom dia automático, ou aquele olhando no olho da pessoa e transmitindo energia positiva?

O mundo hoje carece de atenção, carinho e amor. Vivemos numa correria, e o pior de tudo, não sabemos porque corremos, para onde queremos ir. Parar, pensar, refletir são bobagens, coisa de gente desocupada, não é? O negócio é curtir, aproveitar, responsabilidade pra quê?

Em tempos de fim do mundo seria bom refletir no nosso modo de vida, qual seu objetivo? Comprar o último lançamento do iphone? Viajar para a Europa? Ou simplesmente contemplar as coisas que realmente são importantes, como a natureza, os amigos e o amor sentimento que penso estar tão esquecido. Isso tudo é de graça.

Não é o fim do mundo, é sim o fim do vazio, da fuga e falsidade. É o recomeço de uma era movida pelo ser HUMANO em sua essência, que possamos resgatar tudo que realmente importa que são coisas simples.

Frederico A. S. da Luz – 20-12-2012