ROMÂNTICO x GENTIL: quem é “O Cara” ?

beijo na testa
Todo mundo já ouviu dizer que mulher sonha com um príncipe encantado.
Na verdade, está é uma frase que, atualmente, deve ser vista com grande temperamento. A maioria das mulheres do mundo moderno idealiza para si um companheiro, um parceiro, alguém que a trate bem, que cultive valores semelhantes, e tenha um objetivo de vida comum ao seu. Quanto se fala em “príncipe encantado” a maior parte das mulheres não idealiza uma figura despida de defeitos, mas apenas um alguém cujos gostos e estilo de vida fechem ou se aproximem com os seus gostos e estilo de viver.

Para algumas mulheres é ainda indispensável que nestes “gostos e estilo” haja um ser romântico. Para outras, porém, o mais importante é que seja gentil. Sim, porque “gentileza” e “romantismo”, em que pesem possam andar juntos, são coisas que definitivamente não se confundem.

Romântico é o homem que te manda flores com freqüência; que te faz declarações apaixonadas; que te prepara surpresas; que sempre acerta no presente, seja no tamanho seja no gosto. Romântico é o cara que analisa, que faz de tudo para agradar uma mulher e até agrada, sendo que algumas vezes um gesto de romantismo é feito para “tapar provisoriamente” qualquer ‘pisada na bola’, ou um desvio de conduta até então intolerável, fruto aí de um descaso ou um desequilíbrio que seja.

Gentil, porém, é o homem que tem como prioridade o respeito; que naturalmente se importa com o seu bem estar; que se importa com suas escolhas, que gosta de dialogar sobre seu dia; que nutre respeito não só por você, mas pelas pessoas em geral, porque é da análise de um todo que se pode compreender a personalidade de alguém. Gentil é o homem que pode até esquecer qual seu gosto de roupa, e o endereço da floricultura, mas sempre vibra com tuas conquistas, não esquece de te acalentar nas tuas angústias, e sem nenhum esforço incomum ameniza tuas piores dores, com a mera companhia e um abraço protetor… que agrada só por ser quem é…

Romântico é o cara que se esforça ao máximo para fazer de tudo para que uma mulher acredite que é a prioridade da vida dele, mesmo que isso não seja uma verdade… Gentil é o cara que naturalmente faz a mulher perceber que ela pode não ser a prioridade da vida nele, mas nem por isso ele deixará de dar a ela todo respeito e atenção, porque mostra, gentilmente, que a prioridade da vida de cada um deve ser o próprio “eu” …

Interessante seria se ambas qualidades andassem sempre juntas… mas… já vi histórias intrigantes, de mulheres descontentes, por terem, diante de si, um homem gentil, que não sabia presentear, que esquecia datas e não dava flores…

Porém as histórias mais surpreendentes vieram daquelas que cederam aos encantos de um homem extremante romântico, que as enchia de flores, e juras de amores, mas que, a cada pequeno descontentamento explodiam em fúria em um desequilíbrio que talvez flor alguma fosse capaz de curar a ferida criada, mas que por um ciclo vicioso de falsa ilusão, faziam a mulher acreditar que o romantismo que vivenciavam era a expressão da gentileza.. homens que decoraram a cartilha do romantismo, mas deixaram no dicionário o sentido do respeito.

O romantismo se extrai de gestos e palavras feitos e ditos com este fim; a gentileza se extrai da personalidade.
A gentileza sem romantismo é lamentável, mas aceitável; o romantismo sem gentileza é repudiável.
O romântico conquista e encanta, certamente. Mas é a gentileza e o respeito que um homem naturalmente dispensa a uma mulher que o faz realmente merecedor da alcunha de “O cara”!

Josi Sonagli

Anúncios

TPM – Teste da Paciência Masculina

TPM
Quem convive com as mulheres sabe que o assunto é delicado. A TPM varia entre elas, algumas são fulminantes, explosivas, outras passam despercebidas. Uma boa definição que escutei é que esse período é reconhecido pela mulher quando ela sente vontade de matar alguém, sem motivo aparente. Claro que essa definição é a chamada fulminante onde os sentimentos parecem dar uma sensação que vão explodir e sobra pra quem estiver por perto.

Minha visão masculina é que realmente há uma mudança orgânica, todo corpo da mulher muda e aprender a lidar com essas transformações que ocorrem todo mês é uma aprendizagem tanto para a mulher, como para o homem.

Sim, para o homem porque apesar de não sentirmos fisicamente o que as mulheres sentem, estamos próximos e percebemos esse período através da mudança do comportamento feminino. As emoções ficam mais afloradas, a irritação chega mais fácil, a paciência diminui e em alguns casos o stress ganha grandes proporções.

Conviver com tantas mudanças em um curto espaço de tempo, mostra o quanto a mulher é especial e complexa. Cabe a nós homens nesse período, sermos mais tolerantes, sensíveis, escutar mais, ao invés de nossa praticidade habitual de dar conselhos e simplificar as coisas.

Um amigo uma vez comentou:
– As mulheres não precisam de um homem e sim de um ouvido. Concordo em parte, às vezes o simples escutar é o que elas necessitam realmente.

E viva as mulheres que com ou sem TPM são essenciais na vida de qualquer homem!

Frederico A. S. da Luz – 05-03-2013

Mãe, mulher, menina

Vocês conseguem ver sua mãe nessas três formas? Primeiro a conhecemos como ela sempre será para nós, independe do que acontecer durante a vida. A frase:

– Mãe é mãe – é fato.

Só que além de mãe, ela é também mulher. Percebes isso? Ela tem sonhos, desejos e objetivos. E não necessariamente você, filho, está dentro deles. Óbvio que em 99%, você é levado em consideração, mas sempre há o 1%.

Hoje a imagem da mãe vem mudando. A mãe chefe de família é uma realidade. Além da jornada da mulher ser maior que a do homem, algumas ainda fazem o papel do pai. São mulheres fortes, os pilares de suas famílias. Decididas, maduras, competentes e simplesmente mães.

Só que além de serem mães, mulheres, também são meninas. Têm sonhos, alguns bem escondidos, questões não bem resolvidas. Têm a beleza que só a mulher e seu brilho no olho retratam. A sensualidade do caminhar, a discrição de um olhar, o toque de um singelo gesto, essa magia que deixa o homem sem defesas.

O mundo seria outro, se o poder estivesse nas mãos de vocês. Haveria mais doçura, compaixão, afeto, carinho, o mundo seria mais humano, enfim melhor. Nós homens, estamos em um grau abaixo em certas questões, principalmente em relação às prioridades.

Temos que agradecer, poder partilhar e aprender com vocês, que não são coisa do pecado, e sim obras do divino, parabéns a todas as mães pelo seu dia, que seu jeito mulher, menina não seja esquecido e sim acolhido pelo seu lado mãe.

Frederico A. S. da Luz – 10-05-2012

Mulher trai, homem se distrai


Você já escutou essa frase? Fiquei refletindo a respeito. E de certa forma, concordo. Por favor, calma. Deixem tentar explicar, não estou incitando nada.
Vejo isso da seguinte forma. Nós, homens, temos a questão primitiva mais aflorada, a questão animal. Necessitamos estar nos reafirmando constantemente, e uma forma de fazermos isso é nos “distraindo”.
Entendo que a maioria das mulheres, está em uma fase mais evoluída, não gosto de criar rótulos e padrões. Mulher é santa, homem cafajeste. No entanto, percebo essas diferenças. Talvez seja apenas uma percepção equivocada, confesso que não tenho argumentos que justifiquem isso.
As mulheres são mais seguras, mais decididas, não precisam dessa constante necessidade de reafirmação. Entendo que são mais evoluídas. Nós homens, devido a certa insegurança, necessitamos estar nos reafirmando constantemente e uma forma de fazer isto, é pegando todo mundo, sendo o garanhão, o macho alfa.
Os homens tentam preencher o vazio da insegurança assim, enquanto a mulher, quando o faz não busca afirmação e sim carinho, atenção. Mulher quando se envolve, dificilmente é apenas atração física, sexo.
Hoje vejo que essa diferença esta sendo cada vez menor, a uma tendência cada vez maior da igualdade, e isso implica na masculinização feminina em alguns aspectos. O mundo de hoje requer isso das mulheres, triste, mas é fato.
Não sei se o que escrevi é realidade, ou apenas mais de uma de minhas “viagens”. Se é “certo” que os homens se “distraiam” às vezes desde que a mulher não saiba. Isso é discussão para outro texto…O que os olhos não vêem o coração não sente?

Frederico A. S. da Luz – 09-05-2012