Relacionamentos, ou “propaganda de margarina”?

Imagem

Atualmente tudo muda em um piscar de olhos, o que antes levava séculos, hoje alguns anos são mais que suficientes. A informação é global, se acontece algo em algum lugar há reflexo imediato em todo mundo, praticamente no mesmo instante. Todo esse contexto, correria, transformação e constante mudança, afetaram os relacionamentos. A relação homem mulher, melhor dizendo, a relação de amor entre duas pessoas, independentemente de sua opção sexual.

Atualmente é mais fácil, trocar, mudar do que consertar. E isso se reflete nas relações, há algumas décadas atrás, conseguir pegar na mão da menina levava alguns meses, hoje para transar não precisa mais que algumas horas de conversa, em algumas situações nem isso. Em que parte da “evolução” (ou melhor, desevolução – não sei se existe essa palavra) esquecemos da afetividade, do carinho, da conquista, do andar de mãos dadas?

As relações entre as pessoas tornam-se frias e distantes. Senão rolar o sexo do prazer total, se ambos não forem sarados, felizes, realizados, não vale, não basta, falta algo… no outro. E ai o que acontece? Como se fosse um objeto qualquer trocamos, a culpa não é minha e sim do outro que não serve, e segue-se no ciclo, não deu, joga fora, tem outro logo ali.

Entendo que o Amor hoje em dia é uma escolha entre duas pessoas. Antes dele acontecer, ambas precisam ser felizes, se bastarem para si próprias, se amarem, apesar dos defeitos que cada um trás consigo, somos humanos, logo essa condição da imperfeição é comum a todos, senão estaríamos em outro plano, não aqui.

Ainda hoje nos surpreendemos como alguns relacionamentos duram tanto tempo. Falando um pouco de mim, tenho o privilégio de ter todos meus avôs vivos, casados e felizes. Ambos têm mais de 50 anos de casados, fora o tempo de namoro. Tenho certeza que durante esse tempo tiveram crises, dificuldades, mas também muitos momentos de felicidade e alegria. Uma frase que li no facebook, me chamou a atenção e me tocou. Perguntaram a um casal com mais de 60 anos de casados, como a relação deles dura tanto tempo? Eles responderam:

– No nosso tempo quando as coisas se estragavam, ou não iam bem, a gente consertava.

Fiquei alguns minutos refletindo sobre isso, e concluí o quanto de verdade há nesta frase. Hoje ao menor dos problemas, nos desfazemos das pessoas. É mais fácil, mais conveniente. Se enxergar e perceber que provavelmente o problema não esteja no outro e talvez em si próprio não seja algo agradável de fazer, tão pouco sentir as sensações que isso provoca. A reflexão inquieta, às vezes deprime, dói olhar lá no fundo, mas vale à pena encarar, isso gera descobertas incríveis.

Enfim, nos venderam, pelo menos na minha infância, os relacionamentos “propaganda de margarina” família feliz ao redor da mesa, todos lindos, cheirosos e felizes. Sabemos que as coisas não são sempre assim, mas mesmo não sendo, eu contínuo acreditando no Amor, pois acredito nas pessoas…

Frederico A. S. da Luz – 03-05-2012

Anúncios

20 thoughts on “Relacionamentos, ou “propaganda de margarina”?

  1. Adorei o texto!!! penso da mesma forma, e observo que cada vez mais é difícil achar pessoas que compartilhem desse pensamento. Ou que, ao menos, tenha coragem de assumi-lo.
    Parabéns pelo texto!!!

  2. Frederico, muito interessantes tuas reflexões… A realidade às vezes assusta, pelo rumo que as coisas estão tomando. Precisamos resgatar certos valores perdidos. Um beijo. Prof. Sandra

  3. Parece até que fui eu que escrevi, concordo em gênero, número e grau Frederico! E tb sigo acreditando no Amor, por mais difícil (diria desafiador) que seja.

  4. Oi Frederico! Adorei esse texto…e quero te parabenizar pela coragem de expor aqui os seus pensamentos e esperar um feed back com tanta seriedade…parabéns.

    Quando li esse texto me veio imediatamente o artigo publicado pela jornalista Eliane Brum, sendo o título do mesmo: “Meu filho, você não merece nada”… Dá uma lida vale a pena…ela aborda uma questão que acho que tem muito em comum com o que você levanta aqui no texto. Um abraço, Karina.

  5. Oi Fred,

    Seu texto me valeu para uma boa reflexão, às vezes a gente tem que consertar!

  6. Belo texto Frederico, concordo contigo completamente… hoje em dia se fala muito em “a fiça andou”, “perdeu a vez”, “vamos ao próximo” e pouco ou nada se fala de amor de verdade, de conhecer e valorizar as pessoas pela sua história, pelo seu conteúdo e não somente por aparência física ou status na sociadade em que está inserida!
    Continue escrevendo, sábias palavras!
    Bjos Aline

  7. Adoro quando leio um texto que eu gostaria de ter escrito, se tivesse esse dom…Parabéns!

  8. É isso aí Bichito a verdade dói, se alguem não concordar em algum item é porque serviu a carapuça, não estou julgando quem sou eu? talvez nem a própria pessôa perceba que internamente existe algo que a desagrade. Tudo bem o importante é que voltastes a escrever fiquei feliz. beijos amada

  9. Legal ter voltado a escrever…
    Me identifiquei muito com o texto.
    Muito bom para refletir e colocar algumas ideias em ordem.
    Abrço brother!!

  10. É isso ai primo, fico feliz em saber que tornastes um grande homem, com conteúdo, não somente a “casca”, mas também com essa família ao seu lado!! Parabéns!!Continue escrevendo!

  11. Muito bom o texto! Realmente o comportamento humano regrediu muito nos últimos tempos.. ainda bem que temos exemplos ainda a serem seguidos e pensados!
    bjo

  12. Muito bom o texto Fred! Às vezes eu me pego pensando bem nisso que tu trouxe, no quanto os relacionamentos ( e não só os amorosos), estão se tornando descartáveis e movidos, muitas vezes, pela conveniência. E é nessas horas que a gente se pergunta por onde anda o amor, a amizade, a consideração, ou seja lá o que for, já que parece cada vez mais comum manter as pessoas em nossas vidas quando elas se mostram, de alguma forma, “úteis” e afastá-las quando aparecem problemas na nossa relação com elas ou, o que é ainda pior, problemas com elas.
    Agradeço por ainda existirem exemplos, como é o caso dos teus avós, de pessoas que ainda conseguem amar e se preocupar verdadeiramente com as outras, a ponto de se disporem a viver e a consertar as coisas juntos.

    Continue escrevendo, beijos!

  13. Mimoso da Tia!!!!
    Um texto lindo e cheio de verdades……..M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.O!!!!
    Obrgado e continua sempre escrevendo essas “coisas”” simples e verdadeiras e que ajudam a gte refletir bastante sobre a realidade da vida de hoje.Obrigado por compartilhar os teus textos conosco.
    Bjbjbjbj
    EU TE AMO!!!

  14. Olá Fred. Continue a escrever e a dividir com todos os teus conhecimentos e sentimentos, pois isso pode fazer as pessoas refletirem um pouco mais sobre as pessoas a terem um pouco mais de “gratidão” (valorizo muito isso) pelo próximo, seja ele uma pessoa da família, um colega de trabalho, um catador de lixo ou qualquer um em que esbarramos no dia-a-dia. Abçs. Wanderlei P. Neves.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s