O Choro

Desde pequeno os homens escutam:

– Homem não chora, isso é coisa de mulher.

Não é verdade?

Mesmo sabendo que isso não existe, com certeza essa frase já foi escutada, e provavelmente isso aconteceu na infância quando normalmente acreditamos nas coisas sem refletir muito a respeito, até pela nossa falta de experiência.

Escrevo sobre isso, pois vi um filme e me emocionei a ponto de chorar, gostei e permiti isso, mas confesso que não foi tão simples assim. Engraçado não? Somos educados para não expressarmos nossas emoções? E qual o motivo disso? Os valores que a sociedade impõe? Será que isso não é um preço muito alto a se pagar?

Hoje, depois de 28 anos de vida entendo que esse preço é altíssimo. Imagina temos que viver fingindo o tempo todo, ou seja, nos escondendo de nós mesmos, exteriorizando algo que no nosso interior não acontece, e mais uma vez pergunto, para quê? Para satisfazer a quem? Isso o faz feliz?

No decorrer da minha vida tentei contentar a todos, família, amigos, namoradas, enfim, quem eu gostasse eu faria o possível para agradar. Hoje vejo que estava completamente enganado. Obviamente não consegui contentar todos, dessa forma me sonegava, me deixava em segundo plano, e isso não é nada bom.

Como podemos deixar as pessoas que nos cercam felizes se nós não estamos? Antes de tudo, temos que nos amar e nos aceitar com todos defeitos e imperfeições que temos, somos únicos, ninguém é igual a ninguém, você não tem molde, nem fórmula. Então se ame, se aceite, e lute para ser feliz, assim, as pessoas que você ama estarão. Podem até não estarem plenas com si próprias, mas estarão feliz pela sua felicidade.

A vida é uma dádiva não temos dívida com ninguém, nem com pai, com mãe, ou com quem quer que seja, cada um faz sua própria escolha, a responsabilidade das suas é única e exclusivamente sua. Então o que vais fazer? Viver atuando, tentando contentar a todos e esquecendo de você? Ou tornar-se o protagonista deste show e ser simplesmente feliz?

Frederico da Luz – 19-12-2010

Anúncios

2 thoughts on “O Choro

  1. Parabéns Frederico.
    Mais uma vez me identifiquei com o tema.
    Grande abraço e sucesso para você.
    Pilar Souza

  2. Como todos os teus textos Fredericos,esse é mais um deles que me toca mto e tu sbes bem o motivo,eh!eh!eh!
    E para variar adorei!!!!!
    bjbjbjbjbjbj

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s