Amor e Paixão!

Qual a diferença entre amor e paixão? Entendo que o primeiro é um sentimento puro, tranquilizador, equilibra, faz bem para o corpo, alma, é um estado de “zen” total, um estilo de vida, quem é feliz ama e muito.

Já a paixão é impulsiva, emocional, sem razão, uma loucura, o querer estar junto toda hora, algo que modifica todo o sistema biológico, o batimento acelera e suamos frio, algo demasiadamente intenso. Não lembro onde li, que não sobreviveríamos se ficássemos mais de 2 anos apaixonados, nosso corpo não agüentaria, já o amor é algo que deve ser buscado para a eternidade (que filósofo, não?).

Há várias formas de amor, amor de mãe, de filho, de amigo, e o de homem e mulher (e também o de duas pessoas do mesmo sexo). Esse amor faz muito bem, gera um equilíbrio, um dos pilares para uma vida saudável e feliz, quem ama, vive melhor, não sobrevive como os que não trazem amor no coração, sobre essas nem vou falar.

A paixão mesmo sendo um sentimento bom, ao mesmo tempo é ruim, nos faz sofrer demasiadamente, nosso corpo fica a mil, querendo de todas as formas suprir e contentar aquele desejo intenso. Faz um bem e um mal enlouquecedor, mas faz parte da vida.

Algumas pessoas dizem: ninguém me ama, ninguém me quer, ficam enumerando defeitos que em principio têm, que não são necessariamente verdadeiros, são apenas percepções. No entanto, tornam aquilo realidade e acreditam nisso, nós somos o que queremos ser, então, já viram o resultado. Só que isso pode mudar, basta mudar a atitude (essa palavra é mágica), ao invés de reclamar, agir! Tentar melhorar o que incomoda, se por um acaso não conseguir, sua consciência vai estar tranqüila. Não desanime no primeiro obstáculo, a graça da vida esta aí. Podemos constantemente crescer e ultrapassá-los, isso dá uma energia absurda e faz um bem imensurável!

Vou ser um pouco polêmico, mas acredito nisso então ai vai: Aos casados/namorados/ficantes, hoje há tantas definições para isso, mas acho que me fiz entender. Senão estão felizes com a relação por que não mudar? Na verdade primeiro aconselho conversar (outra palavra mágica), seja sincero, a pessoa com quem você convive gosta de você, senão gosta, um dia gostou, então…Resolva coloque os pingos nos ”is” como se fala. Se por acaso não resolver, parta para outra, mude. Já passamos do tempo que mulher separada era excluída da sociedade, estamos evoluindo, ainda bem.

Mais uma coisa, se seu Amor ou Paixão já for comprometido, avalie se ele não tem o direito de saber desse seu sentimento…Ou então fique imaginando, e nunca saberá o que a vida te espera. Isso é uma decisão sua de mais ninguém, qual vai ser sua atitude?

Frederico da Luz – 16-12-2010