A certeza, ela existe?

Durante grande parte da vida, quis ter certeza das coisas, saber se o que fazia estava certo, se era realmente o que queria, se as coisas que almejava eram o que deveria batalhar.

 Queria a certeza, o caminho, e sabe o que descobri?

 A certeza não existe, não sabemos o que a vida nos reserva, sonhamos, lutamos e almejamos coisas, e não temos garantias. Estamos no caminho certo? Fazemos as coisas da melhor forma? Talvez isso sirva para compreender que a vida não dá garantias, nem certezas, apenas caminhos, possibilidades, oportunidades, e estas significam, tanto perdas, como ganhos, não se pode ter tudo, felizmente.

Errar, todo mundo erra, enfrentar e tentar mudar, com a experiência que o aprendizado que o “erro” proporciona, não é algo tão simples de fazer. Se considerarmos algo como “erro”, não devemos avaliá-lo, a partir da experiência posterior a ele. Na época, senão houve má intenção, o correto era aquilo, entendo que ninguém quer errar.

Pensando de outra forma, na verdade, não existem “erros”, ou “acertos”, e sim escolhas, tudo faz parte de um aprendizado que a vida nos oferece, para uns mais dolorosos, mas sempre um eterno aprendizado, só para de aprender quem morreu e ainda não sabe.

Então viva intensamente, sinta e escute seu coração, pondere com a razão, o resto, não depende de você, isso é viver, pelo menos penso assim. Tenha tranquilidade e serenidade para aceitar as falhas e dificuldades, somos acima de tudo humanos.

Frederico A. S. da Luz – 03-10-2011

Anúncios

One thought on “A certeza, ela existe?

  1. De fato a vida é uma caminho de incertezas. Aliás pela nossa formação sempre buscamos traçar os caminhos como fossem os certos, porém a vida sempre nos apronta mostrando que nosso caminhar não é retilíneo, ele é curvilíneo graças as diferentes interferência que ele sofre.
    O ser humano não é perfeito: erramos, acertamos aprendemos com eles… e as vezes voltamos a errar mesmo tendo levado a lição do erro. Ter paciência, serenidade para teorizar, praticar, teorizar, praticar (…T-P-T-P-T…) e neste processo a vida caminha, corre, voa… Felizmente vamos acumulando energia com quem convivemos e isto nos fortalece para continuarmos a imaginar que um outro mundo é possível e necessário. Eduardo Galeano já nos ensinou: …
    a Utopia serve para caminharmos…
    Como fico feliz em ler tuas lindas reflexões da vida, fico orgulhoso em ter filhos com tu o Guilherme e a Nessinha. Parabéns!
    Abç
    Guto Nadal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s